5/05/2008

Este mês na Maxmen

Porque é que as adolescentes engravidam?
Existem mistérios que povoam esta terra como: a queda do império Maia, o segredo de Atlântida, a vida para além da morte. Mas existe um mistério que não pára de assombrar-me: porque é que as miúdas continuam a engravidar aos 15 anos. Mais do que assombrar, esta é uma questão que não me deixa dormir. Não porque eu a encare deveras pertinente, mas porque a minha vizinha de cima tem exactamente 15 anos e teima em levar para lá o namorado à noite, quando os pais saem para jantar fora ou ir ao cinema.
Com tanta informação que há na rua, nas revistas, na televisão, nos Morangos com Açúcar, as miúdas pré-adolescentes continuam a engravidar logo à primeira. Depois dizem que é azar. Engravidar aos 16 anos não é ter azar, é ter muita pontaria. Uma espécie de hole in one dos Tiger Woods dos tempos modernos. A primeira teoria assenta no dito popular “o amor é cego”. Neste caso, o amor não é cego, é míope, vesgo, zarolho, ou simplesmente, estúpido, o que leva todas as raparigas a cair na conversa dos namorados. O jovem penetrador deve inventar a desculpa mais esfarrapada para levar a dele avante e bem fundo e, surpresa das surpresas, elas acreditam.
“Amorzinho, se tu estiveres a comer uma pastilha de mentol, vais ver que não engravidas porque o fresco do eucalipto corta o efeito”. Ou então: ”nina, se enquanto estiveres de quatro cantares o Hino da Alegria podes ter a certeza que não engravidas”. Não só engravida, como faz uma figura bastante ridícula. O pior de tudo é que ainda são capazes de aceitar como desculpa: “Ficaste grávida? Desafinaste porra!” Existem também aquelas miúdas que apostam na tecnologia e confiam no termómetro do amor enviando uma sms para 4009. Aliás, acho que foi por isso que aquela rapariga da escola do Porto queria tanto tirar o telemóvel à professora. É que estava à espera de saber se o Kikas do 9.º C era amor ardente ou paixão cinzenta. (continua na versão papel de parede)

3 comentários:

Tiago Torres disse...

Está muito bom, parabéns pelo o blogue, que está com bastante piada, tenho de vir cá mais vezes.

Nenhuma mulher é uma ilha disse...

Opá, eu não sou sexy mas vou comentar...

E vou fazer um esforço para não dizer que está bom, que isso é um tanto ou quanto óbvio e eu não vim constactar factos.

Vou antes quedar-me por uma sonora gargalhada que se ouviu mais alto quando me dei conta que o problema era a menina ter desafinado.

Ps- E sempre que tiveres um Elefante azul à porta chama-me.

IceTeaAddict disse...

Já estou a ver como é que as senhoras que cantam ópera no São Carlos passam o tempo a treinar...

Muito boa! (estava-me a referir à senhora na capa da Maxmen...)